Home > Blog > Colaboradores > GESTÃO DE CRISE É PRINCIPAL DESAFIO NOS DEPARTAMENTOS DE COMUNICAÇÃO

gestao_resolucao_crises_comunicacao
Por Redação Administradores – www.administradores.com.br.

O levantamento anual The Rising CCO IV, apontou que 65% dos diretores globais de Comunicação (CCOs) dizem que a experiência em gestão de crises hoje é fundamental para o sucesso das corporações. A necessidade deste requisito quase dobrou desde que a primeira pesquisa realizada em 2007, quando 33% dos entrevistados tinham a mesma percepção.

Considerando que mais de 70% dos diretores globais de Comunicação relataram que suas empresas passaram por um caso de ameaça à reputação nos últimos dois anos, não é surpresa revelar que 65% destes CCOs colocam como maior prioridade o avanço da construção da imagem corporativa em seus mercados.

O gerenciamento de crises atinge um custo elevado para as organizações – a maioria dos CEOs (74%) leva bastante tempo na resolução destas situações, tomando um período de aproximadamente 15 meses para lidar com todos os agravantes acarretados por conta da questão, tais como tempo gasto com análise de mídia (60%), com o contato e negociação com o Governo (51%) e manutenção do ambiente interno junto aos colaboradores (42%).

“As situações geradas e administradas pelas empresas globais nos últimos anos têm demonstrado com clareza o custo dos danos para a reputação corporativa”, explica George Jamison, que lidera a Spencer Stuart’s Corporate Communications. “Como resultado disso, a experiência em gestão de crises é hoje um requisito obrigatório para CCOs. Como o nosso levantamento de 2012 revela, as crises levam longo período para dissolução e por isso, CEOs estão certos em optarem por terem ao seu lado os melhores talentos em Comunicação nos momentos em que estão altamente expostos aos holofotes da mídia e do Governo”.

MÍDIAS SOCIAIS COLABORAM COM A RESOLUÇÃO DE CRISES
De acordo com o levantamento, cerca de 40% dos CCOs globais dizem que estão preparados para gerir uma ameaça à reputação corporativa nas mídias sociais, enquanto em 2010 apenas 33% sentiam essa segurança.

Os entrevistados concordam que as mídias sociais são hoje as ferramentas de comunicação que mais avançam em seus mercados. No entanto, elas não são vistas como raiz de todas as crises. Para 46% dos CCOs as mídias sociais não desempenharam papel protagonista em alguma crise, e apenas 7% afirmou que já atrevessaram uma crise que começou nas redes. Sobre a solução dos problemas 34% dos CCOs, afirmaram que as mídias atuaram de forma positiva, diferente dos 22% que tiveram a situação piorada.

RESPONSABILIDADE SOCIAL É A “SALVA-VIDAS” DE REPUTAÇÕES
Quase oito em cada 10 CCOs globais (76%) acreditam que a responsabilidade social corporativa (RSC) é fundamental para salvaguardar suas reputações. Por esta razão, aproximadamente metade (52%) dos CCOs globais dizem que a necessidade de um profissional dedicado às comunicações de RSC está crescendo em 38%, quer tenham contratado pessoas especialistas em Comunicação de RSC durante o ano passado ou estejam planejando contratar este tipo de profissional ao longo do próximo ano.

Expertise em RSC é dada como uma maior prioridade nas agendas das empresas que tenham gerenciado uma crise nos últimos dois anos do que nas agendas daquelas companhias que ainda não tenha passado por esta situação (82% contra 63%, respectivamente).

MEDINDO A EFICÁCIA DA COMUNICAÇÃO
Como os CCOs são avaliados? As principais métricas para CCOs em eficácia das comunicações são medidas por meio da cobertura positiva na mídia (80%) e satisfação interna / engajamento dos colaboradores (79%). Notavelmente, a satisfação do colaborador aumentou drasticamente em importância desde 2007 (de 61% em 2007 para 79% em 2012).

Fonte:www.administradores.com.br

Add comment

® 2018. Todos os Direitos Reservados. CCA Alltype.

Powered by themekiller.com anime4online.com animextoon.com apk4phone.com